Fonte: www.futebolpress.com.br

O Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) da Federação Mato-grossense de Futebol (FMF), encaminhou à Procuradoria Desportiva, depois de mofar 43 dias nas prateleiras, os processos ajuizados pelo Sinop Futebol Clube contra Operário e Mixto, sob o argumento de que ambas as equipes, que venceram o Sinop por 2 x 1 e 3 a 1, respectivamente, atuaram com jogares irregulares. No caso do Mixto, segundo a tese sinopense, teriam sido , e do Operário dois.

O resultado para hoje é improvável, mas se a tese do Sinop for aceita, haverá uma verdadeira reviravolta no Mato-grossense, já que o pedido da diretoria do Sinop e pela legislação desportiva é de perdas de pontos ganhos ou anulação das partidas. O julgamento está na Pauta da terça-feira 17, às 19 horas, na sede da FMF.

Pelo regulamento, a utilização de jogadores irregular provoca a perda de seis pontos. Se isso ocorrer, o Mixto, hoje em 4º, com 15 pontos, despencaria para 6º, com 9 pontos. O Operário, que é vice-líder com 21 pontos, cairia para o 4º na tabela. O Sinop não ganharia os seis pontos, mas ficaria à frebnte do Mixto porque tem 10 pontos.

O presidente do TJD, santos Scaaravelli, justificou a demora na confecção do relatório à falta de provas e demora no envio de provas. Ele disse também que o trabalho investigatório foi concluído com sucesso e hoje [sexta-feira] à noite a Procuradoria deve emitir parecer.

O Sinop acusa tanto Mixto quanto Operário de terem escalados atletas que ainda não haviam sido registrados na Federação Mato-grossense de Futebol (FMF) e muito menos liberados pelo Boletim Informativo Diário (BID) da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

OUTRAS AÇÕES - As denúncias de irregularidades não estão restritas ao Mixto, Sinop e Operário. não se restringem ao Sinop. O Palmeiras do bairro do Porto protocolou ação também contra o Operário e o Crac de Campo Verde. Um dos processos do Palmeiras foi rejeitado por que o então técnico Ezequiel Rosa Gomes, que é de forma oficial o presidente do clube, ter assinado apenas como técnico, o que era na época.